Galeria

Paul McCartney fala sobre como escolhe seus repertórios

Por Giullia Gusman

O site da revista Rolling Stone divulgou uma boa entrevista com Paul McCartney, na qual o músico falou um pouco sobre sua nova e atual turnê, “One On One”, e como costuma escolher as canções que irá apresentar ao vivo. 

paul-mccartney

A “One On One” teve início em abril deste ano e, depois de passar por cidades dos Estados Unidos, Canadá e Argentina, agora está na Europa, com shows agendados até o fim deste mês. Depois, ela voltará à América do Norte para mais datas. “É como algo do Bob Dylan, né? A turnê sem fim”, brinca Paul. “Você adiciona algumas coisas, muda a apresentação um pouco, só para que as pessoas que já assistiram à última turnê e virão a essa não fiquem entediadas”.

O eterno Beatle ainda falou qual seu método de escolha para o repertório das turnês, afinal, sabemos que essa não é uma missão fácil diante de tantas opções incríveis entre carreira solo, Beatles e Wings: “Toda banda sabe que, se você tocar os hits antigos, as pessoas adoram, e todos os telefones brilham ao redor e tudo parece uma galáxia-estelar. Quando você toca coisas novas, tudo parece um buraco negro. Eu tento animar o público para elas, algumas vezes: ‘eu sei de quais vocês gostam. Nós sabemos’. Mas eu gosto de tocar as novas”.

“Apesar de ter muitos fãs de Beatles e Wings nos shows, ainda existem muitas pessoas que querem ouvir algo novo ou diferente, ou até mesmo coisas raras. Gosto de fazê-los felizes também. Eu ouço as músicas e penso, ‘essa é uma ótima canção’. Tudo depende de nos empolgar. Se a canção nos empolga, provavelmente empolgará o público – dedos cruzados”.

Fonte: Pop Cultura

2 Respostas para “Paul McCartney fala sobre como escolhe seus repertórios

  1. Por mim ele não precisa apresentar nada de novo. Só as antigas já está de bom tamanho. Fui no Maracanã/RJ nos dois shows, fui no Engenhão/RJ nos dois shows e só não vou a todos eles no mundo inteiro por falta de grana. Só vejo a atuação pela WEB. Quando dá saudades, ponho uma bolacha prá tocar no toca-disco (tenho todosos LPs) e curto de montão.

  2. Mas para ele é importante que apresente o novo. Como um compositor pode deixar de mostrar o que vem compondo? Seria um descaso ao compositor. Eu acho bom que ele apresente o novo. Adorei todas que escolheu do NEW para seu show. Até as decorei para cantar com ele.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s