Galeria

Toda a vida de John Lennon foi um grito de socorro, diz Paul McCartney

paul-mccartney_416x416John Lennon sempre falou que o hit “Help!”, lançado pelos Beatles em 1965, era um grito de socorro momentâneo, mas Paul McCartney revelou que o antigo companheiro passou a vida inteira clamando por ajuda.

“Olhando para trás, John estava sempre à procura de ajuda. Ele tinha a paranoia de que as pessoas que estavam por perto dele sempre morriam. Seu pai saiu de casa quando John tinha três anos, o tio com quem ele viveu morreu mais tarde, depois foi sua mãe que morreu. Eu acho que toda a vida de John foi um grito de socorro”, disse em entrevista à revista “Billboard”.

17125417

McCartney fez outras revelações íntimas a respeito da morte de Lennon. À revista “Esquire”, o músico admitiu que se sentia “frustrado” com a opinião pública a respeito do parceiro após o assassinato.

“Após os Beatles, George fez seu disco, John fez o dele, eu fiz o meu, Ringo fez o dele. Estávamos na mesma, mas quando John levou um tiro, além do puro horror disso tudo, a coisa foi persistente: ‘ok, John agora é um mártir. Um John Kennedy”, disse Paul. “Eu comecei a ficar frustrado”.

Fonte: UOL

3 Respostas para “Toda a vida de John Lennon foi um grito de socorro, diz Paul McCartney

  1. Se bem me lembro foi o repórter que levou Paul a dizer que se sentia frustrado. Não me lembro mais direito. Sei que ele disse mais coisas. Mas é comum colocarem por aí só um pedacinho. Foram muitos comentários contra Paul por causa disso, quando não foi grave. O tremo “frustrado” não é o correto…Eu entendo o que ele sente. Eu sinto isso também. Os Beatles sempre foram quatro meninos geniais. Mas com o assassinato criaram um clima que apenas ele tinha valor. Os outros eram ” os outros”. E não é verdade. Lendo a declaração inteira de Paul entendemos melhor.

  2. Lourdes Barros

    O Paul é um ser humano incrível e sempre se preocupou com os amigos Beatles, embora nem sempre fosse bem compreendido.

  3. Lourdes Barros

    Cont. Ele também teve seus problemas pessoais como a morte da mãe quando ainda era um adolescente, depois a morte da esposa Linda, companheira de muitos anos no amor e no trabalho, mas sofreu sem deixar que esses tristes acontecimentos afetassem sua forma leve de viver e encarar as adversidades da vida. NOSSA, COMO EU ADMIRO CADA VEZ MAIS ESSE SER HUMANO CHAMADO PAUL MCCARTNEY!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s