Galeria

46 mil pessoas vibram com Paul McCartney em Brasília

20141123230718649812o

Nem o mau tempo deixou de empolgar Brasília neste domingo (23/11) para ver de perto Paul McCartney. Com mais de uma hora de atraso, o astro subiu ao palco no Mané Garrincha pouco depois das 21h, ao som de Magical Mystery Tour. Nos dois últimos shows, ele abriu com Eight days a week. Segundo a assessoria, o Estádio Nacional recebeu 46 mil pessoas.

Ainda de acordo com a assessoria de imprensa do show, o atraso foi porque a banda estava esperando todos os fãs entrarem para começar. Eles também disseram que a chuva colaborou para o atraso e reconheceram a demora. No entanto, segundo eles, Paul já estava no Estádio Nacional desde cedo e não se atrasou nem para a passagem de som.

Durante toda a apresentação, que durou quase três horas horas, Paul interagiu com o público ao falar palavras em português. Logo no início, cumprimentou Brasília: “Oi, Brasília. Boa noite, brasilienses. Esta noite vou falar um pouco de português, mas mais inglês”, disse Paul. E pouco tempo antes de cantar We can work it out, brincou: “Isso aqui está bombando”. Antes de começar a tocar Here today, Paul lembrou de John Lennon: “Essa é para meu amigo John”.

As 46 mil pessoas presentes aplaudiram de pé ao fim de Hey Jude. Paul começou a se despedir antes de sair para o primeiro bis e o público continuou cantando a faixa. A apresentação seguiu com dois retornos animados do artista ao som de Day tripper e Yesterday. O show acabou às 23h50 com chuva de papel picado verde e amarelo.

20141123222924625637a

Família unida: Camila, 25, Luiz Oliveira, 58, e Bruno, 31

Fãs vieram de longe
Roqueiro das antigas, além de motoqueiro, o administrador Luiz Oliveira, 58 anos, com a família na fila do show de Paul, pode comprovar o entusiasmo da filha Camila que, aos 25 anos, já acompanha o quarto show do beatle. Ela e o irmão Bruno, 31 anos, vieram de Florianópolis especialmente para assistir ao astro do rock. “Ele é um sir, que é muito simpático nas apresentações. Gosto da melodia e também gosto muito das letras com as quais me identifico, como a Maybe I’m amazed“, disse a fã, ansiosa, ainda na fila.

As amigas Elizabeth Altoé, moradora do Lago Sul, e Léo Horta, que reside no Sudoeste, chegaram a ir ao show juntas em Goiânia e repetiram a dose no Mané Garrincha. “Como nossos maridos não quiseram vir, viemos só nós duas. Enfrentamos a chuva e estamos aqui desde as 17h30. Apesar do mau tempo, acreditamos que vai valer a pena”, falaram.

O vestibulando Caio Cartaxo, de 18 anos, chegou acompanhado da namorada Ana Clara para assistir ao show. O casal já havia assistido Paul McCartney em Belo Horizonte, no ano passado. “Quando soubemos do show, logo nos preparamos para voltar a vê-lo. Embora esteja chovendo, gostei muito do local. O estádio é muito bonito e está a altura de um show como este”, afirmou Cartaxo.

Leonardo Mariane, 24 anos, administrador de empresas, formava um grupo com os amigos Filipe Mendonça, Gabrielle Vieira e Vanessa Gomide. Eles ficaram em frente ao palco, na área premium, para não perder nenhum detalhe do concerto. “Os Beatles foi a primeira banda pela qual me interessei. Estar presente neste show, na minha cidade, é um privilégio”, contou.

Confira o repertório da apresentação em Brasília:

Magical Mystery Tour
Save us
All my loving
Listen to what the man said
Let me roll it
Paperback writer
My valentine
1985
The long and winding road
Maybe I’m amazed
I’ve just seen a face
We can work it out
Another day
And I love her
Blackbird
Here today
New
Queenie eye
Lady Madonna
All together now
Lovely Rita
Everybody out there
Eleanor Rigby
Being for the benefit of Mr. Kite
Something
O bla di O bla da
Band on the run
Back in the USSR
Let it be
Live and let die
Hey Jude

Primeiro bis:
Day tripper
Get back
I saw her standing there

Segundo bis:
Yesterday
Helter Skelter
Golden Slumbers/Carry that weight/The end

Reportagem: Ataíde de Almeida Jr., Gabriel de Sá, Irlam Rocha Lima, Juliana Figueiredo, Luiz Prisco, Paula Bittar, Ricardo Daehn e Sara Campos.

Fonte: Correio Braziliense

8 Respostas para “46 mil pessoas vibram com Paul McCartney em Brasília

  1. o Paul atrasou? putz.. cadê a pontualidade Britânica dele?

    • Paul McCartney é pontualíssimo. Houve ocasiões em que o show começou alguns minutos antes do previsto, pois todo o público já estava presente. Nesse caso de Brasília, o show atrasou por outros motivos, mas possivelmente, não foi por causa dele, que inclusive, já estava no local. Infelizmente, no Brasil, ele é a excessão. Aqui, shows que atrasam até 3 horas são considerados dentro das expectativas.

  2. O. MELHOR. DIA. DA. MINHA. VIDA. Sem mais! Cheguei três e tantas na fila enlouquecendo achando que ia estar enorme, esperei embaixo de chuva, esperei o Paul chegar pacientemente. Fiquei vendo as fotos no telão e então ele apareceu no palco. Não aguentei. Gritei e comecei a chorar, igual às meninas nos shows dos Beatles antigamente. Cantei, berrei, gritei, chorei muito. Para contar tudo seria necessário até um texto! Foi incrível, chorei antes, durante e depois do show. O Paul é EXTREMAMENTE simpático, interagiu com todo o público e conversou com as pessoas em todos os lugares. Brincava, fazia palhaçadas, alternava entre o português e o inglês depois de cada música. Ainda acho que eu estava sonhando. Mas aí eu lembro dele, da imagem dele. A roupa, o rosto dele nítido na minha mente. Só mesmo assim para acreditar que eu estava lá. Tenho lágrimas para chorar até agora. EU VI PAUL McCARTNEY!

    Abraços!

  3. Lourdes Barros

    Ele não atrasou Manito. Estava no estádio desde cedo. A produção resolveu só começar qdo os fãs tivessem entrado, por cusa da chuva.

  4. Fãs vieram de longe…Sim. Viajei 10 horas de ônibus. Enfrentei o pânico e a canseira. I was nervous, but I did it. O único problema agora é que não sei se terei condições de ver algum outro show. Estou plena de Paul McCartney. Gente, ele existe! E é lindo! Nunca poderia pensar que seu show fosse melhor do que nos meus mais doidos sonhos. É nota 70000. O que estou dizendo? Nem existe nota. É além. Só quem viu pode me entender. Não acho os adjetivos. Sei que ele me fez o favor de começar com Magical Mystery Tour…e entrei nessa viagem mágica e misteriosa com ele…Forever. Agradecida demais. Me sinto abençoada. Ponto alto para mim. : Eu, no meu lugar de idosa me escondendo da chuva, não resisto e em dado ,momento me vejo gritando de peito aberto: ” Paul, I love you1′ Assim que falo o You, ele olhando para o ponto onde eu estava também diz: ‘I love you”…. Claro que foi coincidência. Claro que ele não ouviu minha declaração…Mas foi uma lindíssima coincidência. Em cima da bucha ele grita I love you…Ele me ama, ele me ama, ele me ama…<3

  5. Caroline Brandão

    Nossa, que feio descobrir que a plateia atrasou! Eu fui também no show de Brasília, estava lá desde as nove da manhã, enfrentei chuva e muitas horas em pé, até as cinco da tarde não tinha quase ninguém, todos (tirando a pista premium) chegaram em cima da hora. Confesso que fiquei desapontada com o Paul por ele ter nos deixado na chuva por mais de uma hora, mas agora que descobri realmente o porque… a culpa não foi dele. Mesmo assim esse foi a melhor noite da minha vida! Consegui depois de muito custo ficar na segunda fileira depois da primeira grade, pertíssimo do palco. Minutos antes de Blackbird ele veio até nós mandando beijos, um moço muito bom me levantou por alguns segundos e eu fiquei à uns dois metros de distancia, olhei bem nos olhos dele, mandei beijo, gritei, foi maravilhoso… Paul é ótimo no palco, não tem figura mais fofa e engraçada que ele.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s