Galeria

Beatles para “menores”: dicas de canções sobre a banda

1411399581

Muitos dirão que esta matéria é desnecessária, pois Beatles é Beatles e coisa e tal, mas basta dar uma olhada de leve nos comentários de posts sobre a banda (inclusive em posts que nada tem a ver com os “fab four”) que surgem comentários do tipo “banda normal”, “gosta pra dizer que é true” ou até mesmo “ruim”, ruim? Isso é de doer o coroação de qualquer adorador de rock, e quando digo rock estou falando de qualidade (instrumental, produção, técnica, musicalidade) e quantidade (exageros na medida certa, inovações técnicas e melódicas).

Geralmente são apenas jovens (os “menores”), na idade do “descordo de tudo que representa os adultos” que falam mal ou desqualificam a banda. Normal e necessário, mas será que Beatles é realmente som de “coroa”, ultrapassado?

A partir de 1966 os Beatles abandonam as exaustivas turnês e passam a se debruçar no trabalho em estúdio. Neste período (1966 a 1969) surgem as maiores e melhores criações musicais da banda, experimentalismo, espiritualismo, aperfeiçoamento técnico, produção e pós produção cada vez mais elaboradas e inovadoras. Claro que há exageros por parte de Beatlemaníacos (como o que vos escreve), afinal não foram os Beatles que criaram o heavy metal com “Helter Skelter”, mas definitivamente transpôs o som pesado da garagem para o estúdio de gravação, exercendo influência em seu desenvolvimento futuro. Deram corpo à psicodelia, charme ao progressivo, ordem ao experimentalismo.

Exagero de “coroa”?

Disponibilizo cinco pérolas para que tirem suas conclusões, em especial aos jovens contestadores (com sua razão de ser), para a construção de suas habilidades auditivas e refinamento de seus gostos musicais (sem sarcasmo).

Espero que gostem, comentem, mas com embasamento.
Abraços e vida longa ao rock!

Tomorrow Never Knows – Revolver [1966]

Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band – Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band [1967]

Happines is a Warm Gun – Álbum Branco (Disco 1) [1968]

Yer Blues – Álbum Branco (Disco 2) [1968]

I Want You (She’s So Heavy) – Abbey Road [1969]

Menção Honrosa:

Helter Skelter – Álbum Branco (Disco 2) [1968]

Texto de André Dehoul / Fonte: Whiplash
Via: @_alinessilva

 

9 Respostas para “Beatles para “menores”: dicas de canções sobre a banda

  1. Bacana. Boa seleção. Coisa difícil porque são tantas. Quero dizer apenas que conheço diversos ‘ menores’ apaixonados pela banda. Agora…é mais difícil entender quando não viveu aquele tempo, quando ficam só na música, visto que Beatles eram mais do que músicos. Eles foram o único fenômeno do rock. Sei de mil bandas espetaculares. Principalmente aquelas que surgiram no tempo deles. Mas não eram fenômeno. Tem aquela história deles conversando coisas banais, de repente, George se assusta e diz. ” Nossa, eu sou um fenômeno.”🙂 No entanto, conheço alguns que nasceram muito depois e também “sentem” isso. Algo que não pode ser ignorado pois foi isso que fez com que até hoje estejam aí sendo discutidos. Se ainda falam, sobre eles, mesmo que alguns digam que não gostam, é porque existem e com força. Do contrário seriam ignorados. Quanto a Helter Skelter ter dado origem ao Heavy Metal, o próprio Paul diz que sim. Estou com ele. É verdade q ue o termo veio do Steppenwolf. ” Heaven metal thunder….” Born to be Wild saiu em janeiro de 68. Mas era hard rock na época, se bem me lembro. Muitos grupos estavam dentro desse estilo. O Heavy Metal foi nas alturas daquilo e chegou exatamente em novembro de 68 no White Album. Cá pra nós, se por acaso já existia antes, os Beatles o aperfeiçoaram, elevando o estilo à categoria de arte.🙂 Fizeram isso diversas vezes. O rock and roll há existia quando chegaram. E vejam só o que aconteceu. Rock passou a ser tudo, até tiveram de criar nomes, por que tudo fugia às denominações conhecidas. Eles abriram as portas!
    .

  2. JOSE ROBERTO GOMES DE ARAUJO

    o que voce quer que se comente?que voce acertou em cheio na escolha?é chover no molhado,no meio dessas musicas maravilhosas,esta uma que me pegou em cheio na epoca-I WANT YOU(SHE´S SO HEAVY),UM DOS MELHORES HARD ROCK QUE JÁ OUVI!afinal,são os beatles!

  3. Em minha humilde opinião, faltou apenas “Within You Without You”, mas caraca, que lista bacana!

  4. Eu tenho 14 anos e sou louca por eles, já fui em covers e sempre predominam os jovens. É muito bom saber que mesmo depois de tanto tempo eles ainda são um fenômeno, principalmente numa epoca como essa em que as letras são feitas de qqr jeito e colocadas sobre uma batida parecida com a do hit anterior e com a do que vira depois.

  5. Existe todo um preconceito com Beatles principalmente por aqueles que curtem Heavy Metal, isso acontece porque a visão que a maioria tem é de que Beatles é tudo no estilo de Hey Jude e Let it be. E nós sabemos que não é verdade. Não há em Beatles uma música que lembre muito outra música, cada uma tem sua característica marcante. Essa lista é a prova concreta disso. Que olhem para ela antes de julgarem!

  6. Fato. Quantas mil vezes já não ouvi um “menor” na minha idade dizer que “Odeio Beatles”;e que “Os Beatles são ruins”. Hoje em dia, parece que a maioria dos adolescentes acha interessante um bando de versos sobre todo tipo de safadeza e uma batidinha copiosa e irritante. E todos esses que criticam não conhecem. Nunca vi um que conheça e critique. Quando me tornei beatlemaníaca, apresentei os Beatles ao meu melhor amigo e na semana seguinte, tornou-se viciado. Beatles não é só Yesterday, Hey Jude e Let It Be. E essa lista, que conseguiu reunir várias das minhas músicas favoritas mostrou isso. Mas há vários “menores” que amam a banda tanto quanto nós. Claro que você não acha chovendo por aí (na minha sala são só dois, contando comigo e com meu amigo, eu com treze e ele com quatorze), mas em vários lugares há muitos. No curso de Inglês, por exemplo. Há, se não me engano, dezenove alunos na minha sala, e contando comigo somos três, e três é um número bem considerável. Já encontrei vários estampando camisetas da banda por lá. Eles não são qualquer banda, são lembrados até hoje, todo dia e em vários lugares. Os Beatles não foram esquecidos – mesmo que chegue um dia que ninguém goste (o que eu acho impossível), eles nunca serão ignorados. Santo Deus, a variedade do catálogo é incrível! E isso os faz diferentes de qualquer banda. Banda de Punk Rock tocam Punk Rock. Bandas de Heavy Metal tocam Heavy Metal. E os Beatles? Eles têm de tudo. Desde o mais piro psicodelismo da minha amada Tomorrow Never Knows, passando pelo experimentalismo de Revolution 9 até a primeira canção de Heavy Metal (eu também estou com o Paul) e baladas como Michelle e músicas totalmente excitantes como I Want You (She’s So Heavy). Quem nunca levou um susto no fim da música, quando ela pára de repente? Eu me sobressalto até hoje, achando que o celular pifou ou coisa parecida!🙂 Até a minha mãe, que nem de Beatles gosta, levou um susto quando acabou. E não é só. A magia. Os Beatles não eram só boa música. Havia também esse sentimento maior. Aquela sensação de epifania ao ouvir A Hard Day’s Night pela primeira vez que faz com que você fique voltando a música toda hora, só para ouvir de novo. Ah, e a mais impagável: a reação das pessoas ao ouvir I Am The Walrus pela primeira vez!❤ Esses "menores" de hoje em dia que vivem do funk não sabem o que estão perdendo.

    Abraços.

  7. Me pergunto….eles eles tinham alguma mágia?São tão perfeitos…tinham magia só pode….

  8. Me desculpem ficar corrigindo palavras que erro.É mania.Sou nova aqui também…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s