Galeria

Produção independente evoca assassinato de John Lennon

A morte de John Lennon volta a ser tema para um filme, desta vez gerado no espaço dos independentes americanos — “The Lennon Report” será o primeiro longa-metragem assinado por Jeremy Profe.

Lennon

John Lennon foi assassinado no dia 8 de Dezembro de 1980, por Mark David Chapman, à porta de The Dakota, lendário edifício de apartamentos em Nova York. Agora, o cinema vai evocar os momentos em que, na sequência dos disparos de Chapman, várias pessoas tentaram salvar a vida de Lennon (que, cerca de três semanas antes, tinha lançado “Double Fantasy”, o seu sétimo álbum depois do fim dos Beatles).

O filme, “The Lennon Report”, uma produção independente com chancela das Francisco Productions, marcará a estreia de Jeremy Profe nas longas-metragens, envolvendo um elenco de que, para já, apenas se conhece o nome de Kevin Dillon (no papel de um polícia novaiorquino). O próprio Profe, em colaboração com Walter Vincent, escreveu o argumento.

Recorde-se que a mesma circunstância já foi tratada em dois títulos: “The Killing of John Lennon” (2006), produção inglesa dirigida por Andrew Piddington,  e “Capítulo 27 — O Assassinato de John Lennon” (2007), de origem americana, com realização de J.P. Schaefer e Jared Leto a interpretar Chapman. “The Lennon Report” deverá estrear em 2015.

Fonte: CinemaxRTP
Via: @_alinessilva
Anúncios

4 Respostas para “Produção independente evoca assassinato de John Lennon

  1. Fico pensando se há alguma novidade. Ou se resolveram aceitar que Chapman agiu por conta própria. É que há aqueles que acreditam que Chapman apenas crumpriu ordens.

  2. Eu já assisti a alguns filmes retratando o tema. A história para nós é bem conhecida; Chapman pediu um autógrafo a John Lennon pela manhã. À noite, ao se aproximar do ex-beatle e chama-lo pelo nome, disparou cinco tiros, atingindo John, que mortalmente ferido ainda dá alguns passos até a entrada do edifício Dakota e cai. Um policial ao acudi-lo, pergunta qual é o seu nome e em que cidade está. John confirma as respostas e é levado ao hospital, etc.etc. Na sequência sabemos que Chapman se afasta alguns metros, se senta no chão e calmamente folheia o livro “O apanhador no campo de centeio”. Bem, em nenhum dos filmes que eu assisti esses fatos, a pergunta do policial e a leitura de Chapman, são mencionados. Eu acredito que Chapman tenha agido por conta própria. Vale lembrar que ele está preso até hoje. Ainda bem, se fosse no brasil já estaria soltinho e famoso.

  3. De que adianta ficar investigando e mostrando mais coisas sobre seu assassinato? Eu já sofro o suficiente só de imaginar ele aqui hoje…https://www.youtube.com/watch?v=G1qi7JHFFfY

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s