Galeria

Onde Paul McCartney come seus “eggs benedicts” favoritos em Londres

Frutos do mar com vista para o Tâmisa e ‘padaria design’ são outros destaques do livro lançado pelo chef francês.

2014-738804492-travel-times-london-menu-april30-6_744110.jpg_20140801

Não existem endereços parecidos por lá. O Albion, por exemplo, projeto de Sir Terence Coran, (e só isso já o torna único) funciona em um antigo armazém vitoriano. Já as lulas douradas no carvão são saboreadas curtindo o movimento das águas do Tâmisa de camarote, mas só no River Café. E os grelhados do St. John trazem por trás a grife do chef Fergus Henderson, hoje, praticamente uma instituição. Melhor dos melhores: todos os menus estão no sites das casas. Com preço. Torcer para a prática chegar por aqui.

article-1030839-01CBD5B800000578-379_468x600Paul na mesa ao lado. A primeira amiga a quem indiquei uma ida ao The Wolseley não se conteve e me passou uma mensagem de lá: “Paul McCartney está na mesa aqui ao lado!”. Não tive o privilégio de jantar com Sir McCartney, mas já vi muita, mas muita gente elegante e famosa nesse espaço para lá de imponente, que já foi sede de um banco. Grande, barulhento, bonito, é dos meus endereços prediletos. O melhor é que abre cedo (o café da manhã é farto de engravatados) e fecha tarde. Funciona full time, daí rola chazinho elegante também no meio tarde. Chão de mármore preto e branco, luminárias enormes, colunas decô, bar animado, mesas cobertas com toalhas de linho e, na cozinha, a dupla Chris Corbin e Jeremy King serve pratos descomplicados, meio francês, meio inglês. O eggs benedict beira a perfeição (7 libras, R$ 27).

The Wolseley: 160 Piccaddilly, Piccadilly. thewolseley.com

Por: Luciana Fróes
Fonte: O Globo

Via: @FlavyaPereira

Anúncios

Uma resposta para “Onde Paul McCartney come seus “eggs benedicts” favoritos em Londres

  1. Lulas douradas? Não creio que Paul gostaria disso. Ele é vegetariano e eu também. Penso que não é vegano, então talvez coma ovos. Mas não sabemos o que ele estava saboreando no The Wolseley. Sou quase vegana. Não como laticionios. Porém ainda tem ovos nas minhas refeições, desde que sejam caipiras. Paul é contra as granjas onde as galinhas ficam sem movimentos. Nos restaurantes geralmente usam ovos de granja. Talvez ele estivesse se fartando de outra guloseima.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s