Galeria

47 anos da capa de Sgt. Pepper’s

Em 30 de março de 1967 os Beatles realizaram a sessão fotográfica que originaria a capa de seu novo disco, “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band”. 47 anos depois, a imagem criada por Peter Blake ainda é algo a ser pesquisado, avaliado e, principalmente, idolatrado.

sgt-pepperConfira aqui os bastidores da sessão de fotos de “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band”

Talvez ele seja o disco mais lendário dos Beatles; teve sua capa copiada centenas de vezes; é frequentemente citado como o melhor e mais influente álbum da história do rock e da música; é rodeado por uma série de lendas…

Lançado em 1967, o álbum foi produzido em 129 dias, que são considerados os mais criativos da história da banda. Inovador desde sua técnica de gravação até a elaboração da capa, o álbum se tornou um clássico.

Mesmo sem tocar nas rádios e sem um forte apelo comercial, o álbum teve 11 milhões de cópias vendidas só nos Estados Unidos. Em 2003, a revista Rolling Stone colocou Sgt. Pepper’s no topo de uma lista dos 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame.

c

Gravado às véspera do “verão do amor”, no início da era hippie, Sgt. Pepper’s rompeu os limites da música pop e conseguiu fazer com que um disco deixasse de ser uma simples reunião de canções para se transformar em uma obra de arte com identidade própria.

Sem o compromisso com viagens e turnês, a banda pôde concentrar e se dedicar totalmente a produção do disco. Com a liberdade criativa entregue a George Martin, a inovação rondava os estúdios de Abbey Road.

Sgt. Pepper’s demorou mais de 700 horas para ser gravado e custou cerca de US$ 75 mil, números inéditos naquela época. Apenas quatro anos antes, os Beatles haviam gravado seu primeiro álbum, Please Please Me, em um único dia.

A ideia surgiu de Paul McCartney, quem propôs a seus companheiros que se “transformassem em outro grupo” e sugeriu o nome de “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band” (A Banda do Clube dos Corações Solitários do Sargento Pimenta, em tradução livre), inspirado nas bandas que surgiam nos Estados Unidos naquela época. Paul também foi o grande idealizador da capa.

sgt_pepper_rascunho1

Sgt. Pepper’s não se destacou somente por sua música, mas também pela bela arte da capa e encartes. Feita com uma fotografia de Michael Cooper, com os quatro Beatles vestidos como sargentos diante de uma colagem feita por Peter Blake com vários rostos de pessoas célebres, entre os quais Marilyn Monroe, Marlon Brando, Bob Dylan, Cassius Clay, D.H. Lawrence, Aleister Crowley e até Shirley Temple. Também apareceriam Gandhi, Hitler e Jesus Cristo, mas foram deixados de fora.

Jesus Cristo não foi incluído por causa da declaração um ano antes de John dizendo que os Beatles eram mais populares que Jesus Cristo; Gandhi foi retirado por receio da gravadora em ofender o mercado indiano. O ator Leo Gorcey teve sua imagem retirada por pedir um pagamento pelo uso da sua imagem. O rosto do ator mexicano Germán Valdés “Tin Tan”(irmão do também consagrado ator Ramón Valdés, o Seu Madruga do seriado Chaves) aparecia na capa, mas ele não autorizou sua exibição na última hora, enviando em seu lugar uma árvore da vida de Metepec (planta tradicional mexicana) que aparece em um canto da capa.

Clique na imagem abaixo e veja os personagens que aparecem na capa:

sgt_pepper_diagrama

Quem escolheu as figuras presentes na capa?

John Lennon: Algumas das escolhas de John como homenageados na capa foram apenas para ser atrevido. Entre estes podemos citar Mahatma Gandhi, Adolf Hitler, Jesus Cristo e o Marquês de Sade, os dois últimos jamais chegando à arte final. Brigitte Bardot, Lord Buckley, James Joyce e Friedrich Nietzsche também acabariam de fora. Suas opções entre os homenageados presentes são Lenny Bruce, Aleister Crowley, Dylan Thomas, Oscar Wilde, Edgar Allen Poe e Lewis Carroll.

George Harrison: A sua lista só inclui gurus indianos. São eles: Sri Mahavatara Babaji, Sri Yukteswar Giri, Sri Lahiri Mahasaya, e Paramahansa Yogananda.

Ringo Starr: Com seus pensamentos mais voltados para casa, Ringo não se interessou em escolher ninguém para o mural, porém apoiou as escolhas feitas pelos demais.

Paul McCartney: Embora nem todos de sua lista acabassem na arte final, Paul relaciona suas opções como sendo Brigitte Bardot, William Burroughs, Robert Pell, Karlheinz Stockhausen, Aldous Hexley, H.G. Wells, Albert Einstein, Carl Jung, Aubrey Beardsley, Alfred Jarry, Tom Mix, Johnny Weissmuller, Rene Magritte, Tyrone Power, Karl Marx, Richmal Crompton, Dick Barton, Tommy Handley, Albert Stubbins e Fred Astaire.

Fonte Som Vinil

Mais pessoas que participaram do projeto de confecção da capa:

Robert Frazer era dono da Frazer Art Gallery em Londres e seu gosto artístico era muito respeitado por Paul, que tornara-se seu cliente e, através de Frazer, comprou vários quadros. Robert Frazer serviu de assistente e consultor geral para o projeto da capa e foi quem sugeriu e apresentou Peter Blake para cuidar de sua criação, como também trouxe Michael Cooper para ser o fotógrafo. Frazer também é responsável pela escolha da foto interna utilizada, escolha aprovada pelos quatro Beatles.

Peter Blake e sua esposa Jane Haworth desenharam e desenvolveram toda concepção maior da capa do Sgt. Pepper’s a partir de um desenho e concepção inicial de Paul.

cooperschoice

Michael Cooper (na foto ao lado examinando a montagem) foi o fotógrafo da capa. Era contratado da galeria de artes de Frazer, que estava muito satisfeito com seu trabalho. Cooper também faria a capa do disco Their Satanic Majesties Request dos Rolling Stones, onde iria inserir, entre as flores, os rostos dos quatro Beatles, tirados da capa interna do Sgt. Pepper’s.

Gene Mahon foi quem fez as chamadas telefônicas procurando floriculturas e estátuas de cera, como também quem aumentou todas as fotos das pessoas escolhidas por Blake, Frazer e os Beatles. Com ele, trabalhou como assistente seu colega Al Vandenberg, ajudando a recortar e colar papelão fino nas costas de cada uma destas fotos. No final, Mahone ganhou permissão para desenhar livremente toda a contracapa do album. Entre outros detalhes, foi sua a ideia de colocar as letras das músicas como parte da arte, como também destacar a frase, “A splendid time is guaranteed for all” para o final dos créditos.

Neil Aspinall era assistente dos Beatles desde os tempos de Cavern. Neil foi quem pesquisou as bibliotecas à procura das fotos dos homenageados. Ele teria a assistência de Mal Evans nesta tarefa.

Wendy Hanson era ex-secretária particular de Brian Epstein chamada de volta exclusivamente para ajudar com o projeto da capa. Seu papel foi localizar e obter a permissão de todas as pessoas vivas homenageadas na capa.

The Fool: Dupla de desenhistas holandeses, Simon Posthuma e Marijke Koger, que seriam mais conhecidos como The Fool. Contratados da Apple, foram convidados a contribuir com a arte para a capa interna do Sgt. Pepper’s. Entregaram um desenho bem psicodélico, típico da época, mas que acabaria sendo preterido pela foto no fundo amarelo. Acabaram com o direito de desenhar a jaqueta original em que o disco é guardado. O desenho é um dégradé que vai de um vermelho escuro até o branco puro, vindo de baixo para cima. The Fool se reconfigurariam como um quarteto, somando-se Josje Leeger e Barrie Finch, passando a ser responsáveis pelas confecções das roupas da loja de modas Apple, que os Beatles lançariam ainda no verão de 1967. Mais tarde, iriam ainda gravar um disco.

Versões alternativas e pessoas que foram removidas da capa:

fora_ghandi

Nas fotos originais da sessão da capa notam-se personagens que não apareceram na versão final. Mahatma Gandhi, à direita, acima de Diana Doors, foi coberto com folhas na versão final para evitar controvérsias em torno da dominação inglesa sobre a Índia. Leo Goacey (um dos Bowery Boys), o quarto da direita para a esquerda na fileira de cima, foi retirado por ter pedido $500 pela permissão de uso de sua imagem, solicitação recusada pela EMI.

fora_leoTambém é possível notar personagens que ficaram escondidos na versão definitiva, como Albert Einstein, ao lado dos bonecos de cera dos Beatles (na capa se vê o cabelo de Einstein atrás do ombro de Lennon), ou Bette Davis, vestida em seu figurino de Rainha Elizabeth, foto sua tirada do filme “The Private Lives of Elizabeth and Essex” de 1937 (totalmente escondida atrás de George na versão definitiva). Outro escondido na capa é Albert Schweitzer.

alternativa_a alternativa_b

Em uma das primeiras fotos (mostrada abaixo), pode-se notar além do posicionamento diferente dos quatro Beatles, o bumbo diferente que foi substituído pelo definitivo no decorrer da sessão.

alternativa

Adolf Hitler, que chegou a ter uma foto sua de perfil entre os demais, foi logo substituído pela foto de Johnny Weissmuller. Outros cogitados mas que ficariam de fora foram Jean Cocteau, Elvis Presley, Dixie Dean (jogador de futebol do Everton) e Billy Liddle (jogador de futebol do Liverpool).

Note Hitler na foto, logo atrás do bumbo

Note Hitler na foto, logo atrás do bumbo

Fonte: Whiplash

Confira também a matéria:

Sgt. Pepper’s – O ápice criativo dos Beatles

Bastidores da sessão de fotos de “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band”

Anúncios

Uma resposta para “47 anos da capa de Sgt. Pepper’s

  1. É Os Beatles estão ficando velhos……….PARA MIM NÃO IMPORTA!!! kkkkkkk.Gênios nunca são esquecidos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s