Galeria

John e Paul gays? (ou “por que tanta gente quer acreditar nisso?”)

Esse post foi publicado originalmente na versão antiga do blog. Agora trouxemos ele pra cá, com algumas modificações.

************

Essa semana passei na frente de uma livraria aqui em Botafogo, no Rio de Janeiro, perto de onde moro. Fim de mês, sem dinheiro, mesmo assim decidi entrar e comprar algo no saldão. Se encontrasse algo sobre os Beatles, RÁ, melhor ainda. E não é que, em meio a um livro de auto-ajuda e outro preparatório para concursos, achei?

O livro chamava-se Plastic Jesus, de Pobby Z. Brite. Olhei pro preço, li só a contra-capa e comprei. Estava escrito:

184773_4Poppy Z. Brite brinca com a história dos Beatles: o resultado é Plastic Jesus, uma mistura de dinamite e rock. Uma história fantástica, dramática e tocante. Chocante para os puristas, ela alimenta a imaginação dos demais. E se…”

Qual não foi minha surpresa ao chegar em casa e enfim abrir o livro. O texto da contra-capa continuava na parte interna assim:

E se John e Paul tivessem sido amantes? Isso leva a novas possibilidades em todas as questões: no sucesso, no rompimento, nos desregramentos, na glória perfeita.” E assim vai….

Fiquei boquiaberto que alguém pudesse delirar tanto em uma história. Claro que o livro é uma ficção, mas o que me indagava era a motivação da autora para escrever o enredo.  Bem, o empresário dos Beatles, Brian Epstein, era gay e isso não é um segredo para ninguém. Há diversas especulações sobre o fim de semana que John Lennon passou sozinho com ele na Espanha. O Mistério de hoje é: porque tantas pessoas insistem em acreditar numa possível história de amor entre os dois Beatles?

Fui descobrir se mais gente se motivava por esse tema. Pra que, né?

bb

http://community.livejournal.com/johnheartpaul/

Este site (em inglês) inteiro é dedicado ao assunto. Na verdade, os internautas participam, sugerindo histórias (fanfictions), discutindo. É quase uma comunidade. Opa! Comunidade? Será que  algo sobre isso no Orkut?

bb2

Hoje já são 760 membros (Clique na imagem para acessar)

O moderador da comunidade, que é o maior motivador do assunto ali, traz diversos indícios para reforçar sua tese. Se alguém quiser entrar e conferir, é bem curioso. Só peço que, algum fã mais exaltado que leia essa matéria, respeite o direito desta comunidade, que acredita num tema e debate sobre ele pacificamente. E é inegável que, pelo que li nos tópicos, o moderador entende bastante da história dos Beatles, o que já é louvável.

3423364Em um livro biográfico, John Lennon: The Life, publicado em 2008, Philip Norman afirmou, dentre outras polêmicas, que o Beatle era apaixonado por Paul McCartney. Não falou nada sobre um sentimento recíproco. Na época, em resposta, Paul falou ao The Sun que não acreditava que a história fosse real.

“Eu não acho que isso seja verdadeiro. John nunca tentou nada comigo, e dormimos muitas vezes na mesma cama. Eu vivi muitas situações com ele, em que John estava muito bêbado, fora de si, e qualquer tendência gay eu teria descoberto, pelo menos uma vez”.

O filme Two of Us, que fala sobre o encontro de Lennon/McCartney em 1976, é mais um combustível para os defensores da causa. O filme é uma fantasia, baseado em alguns fatos reais de fato. Mas entre suas maiores viagens está a cena do beijo que John dá em Paul dentro de um elevador.

A cena acontece aos 4:46.

O “Mistério de Liverpool” deste post é “por que as pessoas insistem tanto em criar uma relação homoafetiva entre John e Paul?”  Afinal, não existiria o menor problema nisso, mas também não há o menor indício disso. Mas depois que você se torna pessoa pública, parece impossível fugir a essas polêmicas.

Eu considero a pergunta “John Lennon amava Paul McCartney?” como uma questão respondida há tempos. É claro que havia amor entre os dois. Mas um amor divino, muito além do amor homem/mulher, homem/homem, mulher/mulher, ou seja lá o que for, era o sentimento mais profundo de admiração e carinho que se pode ter. É bom sentir isso. Pela sua namorada(o), famílias, amigos… Afinal, All You Need is Love!

Quer saber se Paul amava John? Então ouça a música abaixo 🙂

Por João Resende
@jwresende

Anúncios

18 Respostas para “John e Paul gays? (ou “por que tanta gente quer acreditar nisso?”)

  1. Um romance entre John e Paul?! Muito improvável! Mas é divertido imaginar situações. As fanfics estão aí pra isso. Aliás, adoro fanfics “McLennon”

  2. Afirmação ridícula da opinião pública, alias, como se faz tudo que atinge o patamar grande sucesso e extrema qualidade.é preciso destruir, também, os seus ídolos, rs.

  3. Olá! Li a matéria e sou uma mclennon shipper (acredito que tenha tido algo entre John e Paul). Não forço ninguém a ‘shippá-los’ e respeito quem não acredita desde que respeitem minha opinião, mas tem uma curiosidade sobre o filme Two Of Us: o diretor do filme é o mesmo diretor de Let it Be, ou seja, ele conviveu com Lennon e McCartney. Bem, é isso, boa noite =)

  4. Roberta Shimokawa

    Eu concordo plenamente que havia um sentimento muito forte de admiração e amizade entre John e Paul, mas creio que nunca tenha passado disso, Ru li o livro John Lennon a vida, e em nenhum momento me recordo de ter lido alguma afirmação desse tipo.

  5. As coisas evoluiram, e hoje em dia, ao invés de comunidade no Orkut, temos um grupo no Facebook, hehehe! É legal que você respeite nossa opinião sobre o assunto, e se estiver a procura de mais coisas sobre, existe um livejournal apenas com “quotes” de biografias e entrevistas sobre os beatles que possam “provar” esse ponto de vista. Ele é o: http://jpslashsource.livejournal.com/ Tem umas coisas muito interessantes, principalmente na tag “j/p as a couple”.

    Muitos acham que, ao acreditarmos nesta história, estamos desrespeitando nossos ídolos… É uma pena que pessoas de mente tão pobre achem isso.

    Sabe, uma vez o John disse que o Paul foi o primeiro amor da vida dele, e a Yoko o segundo. Essa afirmação me deixa tão feliz, toda vez que vejo ela. O “McLennon” me fez conhecer tanta gente legal, é como se o amor dos dois (seja lá como) fosse tão, tão grande, que nos uniu. Atualmente, o grupo tem quase 200 membros, brasileiros. Mas no Tumblr você vai achar milhares de pessoas adeptas a teoria, de todos os cantos do mundo. Conheço pessoas da Itália, Estados Unidos, e uma baita desenhista que vive fazendo fanarts dos dois que mora em Taiwan!

    É realmente… Bonito, sabe? Eu acho. Essa “teoria” fez eu me apaixonar ainda mais pelos Beatles, pela história dos Beatles.

    E eu não acho que seja uma “viagem” completa o filme Two Of Us porque pelo que eu saiba, o diretor do filme conhecia o Paul e o John… Sim, é uma ficção, mas o próprio Paul gostou do filme!

    Enfim, acho que isso aqui já tá grande demais. Queria dizer que eu adoro o site, e que vocês fazem um ótimo trabalho. Por mais que eu não concorde muito com a opinião do autor nesse post, bem, é a opinião e eu a respeito completamente!

    Para finalizar, deixo o link de uma das “provas” mais flopadas e famosas da tal relação amorosa, para que se alguém quiser saber mais sobre isso: http://60sgirl.tumblr.com/post/51333651587

  6. Helena Morgante

    “Destruir os seus idolos” agora ser gay é motivo pra ser destruido? Muito infeliz esse comentário, Freddie Mercury e tantos outros que o digam..tsc, eu acredito que rolava uma bissexualidade sim.

  7. Coisa de modinha atual. O mundo está emboiolando e querem emboiolar a história também. Hoje vivemos em uma ditadura gay, tanto é que acho pouco provável que esta opinião, que deveria ser como qualquer outra, seja publicada.

  8. Lourdes Barros

    Não gostei nem um pouco. Não que seja preconceituosa, só acho que não tem fundamento.

  9. Acho que o texto falou… falou… e não falou nada. O comentário da Mary teve mais conteúdo que o texto em si.

  10. o comentário da Mary teve mais conteúdo que o texto em si +1

  11. O amor carnal também pode ser divino. Alguns são. Muitos se encantam como o amor entre John e Yoko. Quando o casal é do mesmo sexo muitos torcem o nariz. Mas amor é amor não importa quem esteá amando quem. Claro que não há nenhuma prova se havia mesmo algo além da amizade entre Paul e John. E provavelmente nunca teremos provas. Provavelmente sempre negarão. Se não havia nada está correto negar. Se havia e precisam negar porque a sociedade se decepcionaria, então é triste. Evidencias existem sim. A verdade é que se estivessem suspeitando que havia um caso entre John e Pattie Boyd ou Jane Asher, com metade das evidencias do que vemos ligando Paul e John, ninguém duvidaria! Apenas com a metade. A própria negativa de Paul é interessante. Ele sabe que John não era gay porque dormiram juntos muitas vezes…e era na mesma cama! Ele falou isso devido ao livro que falava sobre as tendencias homossexuais de John. Não se falava em nada entre eles. Então ficou engraçadinho o argumento dele…”Nunca me cantou…” Isso não significa que não tenha cantado outros. Mas ele acha que tinha de ser ele. Se John fosse gay tinha de ter se interessado por ele! 🙂 Bonitinho demais. Eu acho lindo. A propósito, nunca ouvi na vida, falando seriamente, nenhum I love you mais sentido do que esse de Here Today. Realmente não há provas substanciais, eu diria que são todas circunstanciais. Mas as evidencias existem. Não falo nas coias inventadas pelos fas. Há declarações torcidas propositalmente para ficar parecendo ainda mais. Mas há as verdadeiras, coisas que ouvimos diretamente deles ou de amigos chegados. E as músicas… Se eles se amavam …não temos como saber. Sei apenas que eu os amo muito. Muito. E posso garantir que não há o menor desrespeito nas fanfics nem nos blogs. E tudo com tanto carinho! Até emociona.

  12. Poderia dizer que essa historia surgiu na minha sala de visitas. rs rs rs. Mas é claro que não seria bem a verdade. Mas foi na minha sala de visitas que a a idéia apareceu assim de repente. Aconteceu assim que chegue de Londres trazendo o primeiro disco solo de Paul McCartney. 1970. Ficamos intrigados com uma foto de dois besouros fazendo amor que vem na capa. Terminado o disco ouvismo Abbey Road. Nisso entra uma outra pessoa na sala dizendo. ” Adoro essa musica Oh Johnny!”. Era Oh Darling!. Ela ficou surpresa porque ouvia Johnny claramente. Então, nós todos ouvimos também. O segundo darling realmente parece Johnny. Então, caiu como uma luz sobre nós. Olhamos uns para os outros…olhamos a foto dos dois beetles na capa do disco e…Ohhhh! Mistério esclarecido. Claro que não provava nada. Apenas sentimos! Pouco depois aparece um artigo de Nelson Mota no Pasquim sobre o assunto, comentando sobre a letra de Oh Darling escrita na época da separação. Nunca deu o que falar. Tudo ficou como brincadeira carinhosa. E até hoje é assim. Temo apenas que Paul e Ringo descobram e fiquem aborrecidos…Entenderiam? Espero que sim. Ele aceitou o filme Two of Us. Aidan Quinn, que o interpreta no filme, ( pegou direitinho o sotaque de Liverpool) também temia uma rejeição apesar do cuidado que tiveram de colocar Paul rejeitando a avanço de John. Mas plantam a idéia com o comentário de John. Algo como ” você queria isso.” . Paul disse ter gostado do filme. Como já foi dito é um filme dirigido por Michael Lindsay-Hogg, o mesmo responsável por Let it Be, o documentário. Além da cena do elevador, há outra vendo TV quando john cochila em direção ao ombro de Paul para se aconchegar. O final é comovente. Paul chora. Viche mãe, contei o final do filme. Não sabemos o motivo das lágrimas. Mas chorei junto. É uma ficção feita por quem conviveu com eles. Ousaram criar algumas horas vividas por eles sem a vigilância das esposas. Quem ainda não viu o filme deve ver. Achei um cópia com legendas em espanhol. A cópia com legendas em Português não está boa. Nem parece português.

  13. Encerrando falo sobre as músicas. Podem nada significar. Pode ser que pensavam em coisas bem diferentes. Eu não me atrevo a garantir nada nem que sim nem que não. Não estava lá! Que pena que eu não estava lá. Há até quem duvide se realmente a caligrafia na fita cassete, escrito For Paul, seja mesmo de John. Mas há quem afirme que sim, era a letra dele. Outros dizem que mesmo sendo a letra de John, talvez queria dizer apenas que a fita fosse entregue a Paul. A verdade é que se estivesse escrito For Cinthia, ninguém duvidaria ser uma declaração de amor à sua primeira esposa. Não parece ser para Yoko que estava a seu lado quando a escreveu: 1978. É belissima, Cada vez que a ouço gosto mais. Teria sido mesmo para Paul? Impossível ter certeza. Só sabemos que John escreveu “For Paul” na fita cassette.
    A outra música chama-se “I don’t know”. Um improviso feito por John e Paul quando ainda não conheciam o sucesso. Gravado em casa de Paul em 1960. Parece que inventam a letra na hora. Ficam quase que apenas dizendo seus nomes. Paul repetindo Johnny sem parar. John fala Paul algumas vezes. Eu só conheço a letra porque está lá no youtube. Não consigo pegar uma única palavra ouvindo a música a não ser Johnny boy, You got me, you will be my boy. Tem uma parte assim: I don’t know what I’m gonna do.I don’t know what I’m gonna do when I tell my father
    You love me Johnny, I love you Johnny.I’m not gonna let you go. E john diz:Well I’ll tell the fellas that I do love you. Claro que pode ser uma brincadeira, fingindo. De qualquer forma é uma fita essencial. Ensaio com presença também de George e Stu. Imperdível. Fita histórica! Digitem ”
    I don’t Know (Oh Jonhnny). Joia rara não importa o significado.

  14. Não eram gays e pronto.Tinham uma amizade forte,só isso.De qualquer modo,The Beatles Forever!

  15. Estou ouvindo How Do You Sleep…John disse que essa música não era para o Paul.Bom…ele mentiu…porque é sim viu…estou vendo a tradução.

  16. Hoje em dia tem mais do que comunidade do orkut… são 4 grupos grandes no whats app, fandom do ss, fandom do tt, do tumblr do livejournal, grupos enormes no face… enfim, muita gente! Ah e isso apenas que eu conheço! E sobre a ausencia de provas… bem, conheço muitas coisas que provam o contrario. Mas não estou aqui para tentar convencer ninguém.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s